Fórum para publicações dos textos criativos pelos membros do grupo Escritor da Depressão.


    [CRÔNICA] Aos Dezesseis

    Compartilhe
    avatar
    alesantarosa

    Mensagens : 2
    Data de inscrição : 02/05/2013

    [CRÔNICA] Aos Dezesseis

    Mensagem por alesantarosa em Sab Maio 04, 2013 11:16 pm

    É uma crõnica simples que eu desenvolvi durante as aulas de redação intensivas do meu colégio. O tema era falar sobre algo relacionado à adolescência, e como a minha é bem tediosa, decidi narrar sobre como sempre achamos que estamos destruídos sem nem mesmo termos vivido a metade. Espero que gostem.

    AOS DEZESSEIS

    Alessandra Santarosa



    Ando pela rua, com a cabeça baixa, absorto em pensamentos. Faço-o o tempo todo, pois vejo a caminhada como o único tempo de sobra que tenho para refletir. Faço-o até avistar, brincando, no parque do outro lado da rua, uma criança de, no máximo, quatro anos. Ela, presa ali em seu mundinho de areia, não tem um décimo do que tenho em mente. Está concentrada demais em como terminar seu castelinho para lembrar que, em alguns anos, ele começará a ruir e ela terá que tentar reergue-lo todos os dias – muitas vezes sem êxito.
    Aos dezesseis anos, sinto-me preso em uma caixa. Sinto que preciso sair dela para ser quem eu quero ser e, então, descobrir como o mundo fora deixa funciona. Antes eu pensava ser único, mas que adolescente não se sente um peixe fora d’água até na hora de escolher o que vestir pela manhã?
    Acho que ser adolescente é achar que o que quer que aconteça já é o fim do mundo. Ser adolescente é tentar se encaixar em um lugar que você não pertence, mas continuar insistindo até descobrir da pior maneira que seus pais estavam certos. Eles estão na maioria das vezes. Ser adolescente é ser do contra e ir contra todos, mesmo estando errado. Ser adolescente é se afundar em um mar de dúvidas, quase sempre se afogar, e ainda assim não aprender a fazer as escolhas certas. Que adolescente não se arrepende amargamente de algo que disse ou fez? Eu posso fazer uma lista.
    Aos sete anos, queremos ter quinze, pois não temos perspectiva alguma de como o Ensino Médio é monstruoso. Aos dezesseis, queremos ter vinte, afinal, não ter dezoito anos é chato e ir para a universidade é a melhor parte. Aos vinte e um, começamos a nos arrepender dessas escolhas e só então percebemos que, na maioria das vezes, mesmo sendo difícil, confusa e desafiadora, a adolescência é a melhor fase de nossas vidas.
    E quando é que ela começa? Aos treze? Aos quinze? Para mim começa quando não só o nosso corpo, mas a nossa cabeça também muda. Começa quando o que parecia fácil se torna difícil, desesperador. E acaba quando o que era um pesadelo se torna o mínimo dos problemas.

      Data/hora atual: Sex Jul 20, 2018 6:13 pm